03/12/2017

Deus Encarnado


Natalinas 2017 - 3a.

E disse-lhes: Foi isso que eu lhes falei enquanto ainda estava com vocês: Era necessário que se cumprisse tudo o que a meu respeito está escrito na Lei de Moisés, nos profetas e nos Salmos.

E , começando por Moisés, discorrendo por todos os profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as escrituras.
Lc 24, 44 e 27.

Caravaggio

Um grande equívoco acontece sempre quando deixamos de ler e estudar a Bíblia sem a visão do quadro inteiro.  Por outras palavras, sem o entendimento de que se trata de uma narrativa com início, meio e fim, ou, ainda, passado, presente e futuro, tudo dentro do mesmo quadro.
Por isso, muitas vezes, versículos e trechos tornam-se como “amuletos”, apenas para garantir e abonar o que desejamos no momento, para satisfazer algo de nossa necessidade (ou ansiedade), sem se importar se aquela passagem refere-se, obrigatoriamente, ao que estamos interpretamos. A interpretação da Bíblia é livre, pero no mucho.
Uma das chaves de interpretação, de entendimento correto, é considerar que desde a queda do homem no Jardim do Éden (Gênesis 3) até a consumação final, vislumbrada no livro do apocalipse, Deus, em sua infinita bondade e amor, apesar de sua ira (justa) pela incansável desobediência do homem, pelo pecado do primeiro casal, ofereceu a solução para a nossa eternidade, já que jamais alguém nascido de mulher poderia produzir a solução quanto ao seu drama existencial mais profundo: providenciou a vinda do seu Filho, como oferta substitutiva à nossa condenação. Ou seja, trocou de lugar conosco. O ato da cruz é a maior demonstração de amor de alguém pelo outro, seja ele quem for.
Por isso, ao longo da Bíblia, devemos sempre cavar para encontrar a oferta maravilhosa de Deus na pessoa de Jesus Cristo, o Messias. Se a Palavra de Deus for lida e recebida assim, além de ficarmos extasiados pelo quadro geral, veremos a profundidade do amor/misericórdia/graça de Deus em nosso favor.
Por isso, Jesus desvendou os olhos dos dois amigos pelo caminho até Emaús, conforme passagem Bíblica acima.
Neste final de 2017, dê um salto de qualidade em sua vida. Reconheça, mediante reflexão honesta, que jamais poderemos produzir algo de real e continuamente bom. Reconheça que não somos uma usina individual e única de auto-salvação.  Reconheça que a luz que ilumina o quadro inteiro e ao mesmo tempo microscópico da nossa existência vem de fora.
Esta luz é Jesus, o Deus encarnado, “doidinho” para visitar seu coração e ali fazer morada.

Feliz Natal !

02/12/2017

Natalinas 2017 - 2a.


Não há impossível



(Continuação do diálogo entre o anjo Gabriel e Maria):

Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi,
e ele reinará para sempre sobre o povo de Jacó; seu Reino jamais terá fim".
Perguntou Maria ao anjo: "Como acontecerá isso, se sou virgem? "
O anjo respondeu: "O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra. Assim, aquele que há de nascer será chamado santo, Filho de Deus.
Também Isabel, sua parenta, terá um filho na velhice; aquela que diziam ser estéril já está em seu sexto mês de gestação.
Pois nada é impossível para Deus".
Respondeu Maria: "Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra". Então o anjo a deixou.
Lucas 1, 32-38
 Três destaques no texto acima:
-   “Seu Reino jamais terá fim”.
-   “Pois nada é impossível para Deus”.
-   “Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra”.

 Somos herdeiros e beneficiários daquele improvável e singular dia. Aquele gracioso dia em que a sombra do Espírito Santo sobre Maria cumpriu a vontade de Deus.

 Chegou ao mundo o Rei cujo reinado seria totalmente diferente e invertido, segundo a lógica e prática dos homens, que esperavam poder e submissão.

Para ser diferente e efetivo, o tipo de reinado anunciado nunca esteve fundamentado em bases humanas. Algo totalmente inesperado desabrochou, iniciou seu curso eterno e segue firme na terra dos homens, mesmo (ainda) sem a totalidade, mas em porções, conforme a oração do Pai Nosso.

A diferença ? Entre outras, invadiu o coração das pessoas (até hoje) dispostas a receber algo tremendo e gratuito, aquilo que modifica total e radicalmente como enxergar, julgar e sentir tudo ao redor. Um novo nascimento sem voltar ao ventre da madre. Uma real e exultante revolução interior.

 Até hoje, conforme a experiência de Isabel, o Senhor Deus, em seu poder, invade  mundo dos homens, segundo sua vontade, para mostrar que não existe impedimentos para ele. Aleluia!

Quantos milagres até hoje! O mesmo Deus que visitou Isabel e Maria, hoje, visita-nos, segundo sua misericórdia e graça. Só é necessário não fugir e nem cegar os olhos para o impossível.

 O exemplo de Maria é lapidar. Provavelmente (ou com toda certeza) está ausente em nosso cotidiano tamanha fé: “ ... aconteça comigo conforme a tua palavra.” 

O exemplo de Maria deve tomar nossas mentes e corações, porque trilha o caminho da humildade, aquela que prenuncia e abre portas para a visitação de Deus em nossas vidas. Impor irrestritamente a nossa própria e soberba vontade, para tudo e em todo o tempo, certamente, não é indicador de sabedoria. Basta apenas avaliar os resultados.

Por outras palavras: tenho meu pensamento e vontade, mas eu quero que seja conforme a vontade, orientação e apontamento do Senhor Deus. Este tipo de humildade (e sabedoria) desobstrui nossos olhos e aplaina caminhos mais seguros.
Será que por este exercício de fidelidade não evitaríamos tantas dores ?

Feliz e abençoado natal !


01/12/2017

Natalinas 2017 - 1a.

Muito Favorecida

O anjo, aproximando-se dela, disse: "Alegre-se, muito favorecida! O Senhor está com você! "
Maria ficou perturbada com essas palavras, pensando no que poderia significar esta saudação.
Mas o anjo lhe disse: "Não tenha medo, Maria; você foi agraciada por Deus!
Lucas 1, 28-30
​                                                                   
​​
Situação insólita! Não é comum receber um anjo no canto do quarto ou mesmo na cozinha!
Aquela mocinha ainda virgem, com casamento juramentado e celebrado, ficou embaraçada e com certo temor. Seu costume era, diariamente, acompanhar a rotina comezinha desfilando    suavemente diante de seus olhos: a vassoura, o fogo ardendo, as vozes da rua, reclamações domésticas e sonhos acalentados nos escaninhos do coração.

Agora, diante dela, um ser incomum invadira seus aposentos, sentado, apreciando a jovem incomum para os olhos e sonhos do Criador.

Creio que as palavras de Gabriel, o anjo, foram doces e suaves, revelando suas credenciais. Que alegria do anjo! De fato, Maria não sabia direito quem ela era, não tinha idade para sondar sua consciência biográfica, provavelmente não tivera oportunidade nem necessidade de vasculhar sua alma, para entender as razões do seu coração. A jovem Maria não tinha noção de que seria portadora do agente de mudança do universo de tanta gente.

No entanto, diante de Deus, para Deus, Maria foi a mulher dentre todas as mulheres escolhida para abrigar em seu ventre o Salvador.  Alguma coisa de especial aquela moça embalava.  Não pelos seus méritos de ações altruístas ou coisa parecida. Mas, de fato, pelo que Deus testemunhou como era constituído o seu coração, a parte interior das pessoas, cujos pensamentos e intenções estão tatuados na mais garantida inviolabilidade.

Nosso exterior é a zona mais fácil de ser burlada, falseada, dramatizada, teatralizada.  Maria foi contada como fora do comum.  Não que não tivesse pecado.  Talvez porque a maldade (um exemplo) não habitasse seu coração em dose cavalar. Ou, também, porque essa mulher incomum, escondida e perdida num lugar sem eira nem beira, pela simplicidade, disponibilidade e aberta à gratuidade chamou a atenção do Criador desde tempos imemoriais.
Lá estava o anjo das boas notícias entregando o carinho de Deus àquela que poderia ser contada por qualquer pessoa como comum. Lá estava a moça cujo prazer de Deus foi sussurrar em seu ouvido o destino do mundo.

Gabriel tratou logo de reverter o medo natural de Maria. “Não tenha medo!”.  Não havia motivo para medo. O enviado veio em missão de paz.

Não temas!, você foi notada por Deus”. O Senhor, soberanamente, agradou-se dos seus pensamentos, intensões, fidelidade, bondade, humildade. O Senhor não levou em conta as doses daquela quase mulher de maldade, engano, raiva, egoísmos e mais.  Sim, o Senhor tem prazer nessas pessoas, que embora cruzando e intercalando erros e acertos, abrem seus corações ao divino. Lembro-me do profeta Isaías:
 “Pois assim diz o Alto e Sublime, que vive para sempre, e cujo nome é santo: Habito num lugar alto e santo, mas habito também com o contrito e humilde de espírito, para dar novo ânimo ao espírito do humilde e novo alento ao coração do contrito”.

Esses estão abertos às misericórdias e graça do Senhor.  São solícitos e receptivos, desobstruem seus ouvidos e abrem seus olhos ao que chega gratuitamente da parte Deus.
Maria, sem expectativa de nada, exceto de um casamento comum, recebeu a missão mais nobre da face da terra. Por isso, a mais bem-aventurada de todos os tempos.

Está posto um desafio para esse natal de 2017:  ouvir e receber a graça de Deus, porque ela chega de diversas formas, tanto no meio rural quanto urbano. Chega na voz de um anjo (como para Maria), de um livro, de uma impressão pessoal, um conselho, discurso ou meramente de um olhar.

Natal é tempo de receber.  O que você está disposto a receber ?







27/11/2017

Bom dia, segunda-feira !

Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.
... mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.
(Isaías 40, 29.31)



Senhor Deus Absoluto, Único e Eterno, exaltamos e santificamos o teu nome neste início de semana. O Senhor é tudo, absolutamente tudo para nós.

Venha o teu Reino onde estivermos, e seja feita a tua vontade, que nasce nos céus e desce à terra, suprindo nossas necessidades e incentivando-nos para que a justiça, o amor e o bem sejam espelhados e oferecidos aos que estiverem ao nosso redor.

Ajuda-nos a vasculhar nossas mais íntimas intenções, sobretudo as que estão escondidas nos escaninhos da nossa alma, manchando nosso coração diante do Senhor. Ajuda-nos a ser corajosos, a nomear nossas fraquezas e pecados e a tomar decisões firmes de entregá-las no teu altar, para que sejam queimadas e o perdão que emana do Senhor venha ao nosso encontro, revigorando-nos e sustentando-nos rumo à imagem de Cristo.

Esperamos no Senhor a força e o ensino do teu Espírito. Desejamos uma semana de vitória, assemelhando-nos à vida e intenções de Jesus tal qual ele desempenhou seu papel quando encarnado e vivendo as dores e alegrias entre os homens.

Somente seguindo e imitando Jesus podemos fazer diferença e ajudar efetivamente, seja no que for, em nosso ambiente de trabalho, família, onde estudamos ou nos divertimos. Abra nossos olhos para essa realidade tão compensadora, não importando as decepções e dificuldades.

Lembra-nos nesta semana para o fato de que fomos chamados para ser sal da terra e luz do mundo.

E, então, sem dúvida, vivendo a vida de Cristo, ajudando o próximo, qualificando ao máximo nossas prestações de serviços, concorrendo para o certo, o bem e o verdadeiro, seremos ricamente (re)compensados, sem dar vazão para as questões  mesquinhas e que nos consomem. Esta é a meta e o compromisso diante do Senhor para esta semana.

Soli Deo Gloria !



23/11/2017

Ação das mais nobres



Que darei ao Senhor por todos os benefícios para comigo ?
Salmo 116, 12


Um dos grandes exemplos dignos de ser copiado é o Dia de Ação de Graças, data importantíssima nos EUA.

Ação de graças é aquilo que parte do fundo do coração, do reconhecimento interior da pessoa em relação a quem Deus é e o que ele faz conosco. Trata-se da gratidão como fonte de alegria interior. A certeza de que há um Deus único, pessoal, ativo em nosso interior e meio, inclinado, por sua natureza, em nos proporcionar bem estar e caminho reto e justo, entre outras coisas.

Para reconhecer quem é Deus e o que ele derrama em nós, importa executar o examine pessoal, intransferível, a bendita reflexão onde vasculhamos, perscrutamos, sondamos quem verdadeiramente somos e o quanto somos amparados por Deus, mesmo sem o devido merecimento.

Este exercício individual, vagaroso, profundo, contínuo, sem dúvida, constitui  atitude das mais importantes, a que pavimenta o caminho para os ajustes necessários, rumo ao que realmente importa e um programa intencional de mudanças benéficas, que nos ajudarão sobremaneira a enfrentar os grandes desafios e fortalecer-nos para ajudar o próximo. 

Ação de graças a Deus, no dia clássico e diariamente, de certo, faz bem ao espírito e ao corpo, além de agradar a Deus.

Vale, não vale ?  Hoje é um dia especial de agradecer e agradar a Deus.


Feliz dia de Ação de Graças.