21/08/2017

Bom dia, segunda-feira!

Bom dia, segunda-feira !

Você Decide



Por incrível que pareça, a maioria das pessoas não estão satisfeitas com o seu emprego/trabalho. Sentem-se, por vários motivos, frustradas e não realizadas. As razões são inúmeras. E, dizem os entendidos, isso não faz bem à saúde e muito menos à organização, seja ela qual for, com ou sem fins lucrativos.

Sinceramente, isso não precisa ser assim. Há alternativas. Não caberia aqui discorrer sobre todas. Mas um delas já seria importante demais. Convença-se de que a responsabilidade primeira sobre sua felicidade ou tolerância acima de satisfatória quanto ao seu emprego/trabalho depende em primeiro lugar de você mesmo. Por exemplo, sem esgotar as opções:

§  Para de culpar os outros por qualquer coisa. Assuma que tem o atual emprego porque quer. Nada o impede de mudar para outro melhor.
§  Se praguejar, se reclamar, vai piorar. A atitude negativa só atrai mais problemas. Jamais é a solução para dias melhores.
§  Ao dirigir-se para seu local de trabalho, mentalize, descubra e reforce ao longo do dia: Como eu posso contribuir, ainda que seja o mínimo possível, para melhorar o que faço e o ambiente da equipe ? Com este espírito, ainda que demore algum tempo, você encontrará um propósito que vale a pena lutar por ele.  Lembre-se: os propósitos compõem um dos combustíveis da motivação pessoal.

Se for cristão, já pela manhã, dedique seu dia a Deus. Peça para que seu dia, e principalmente seu local de trabalho e sua produtividade seja uma oferta de amor a Ele. Lembre-se disso ao longo do dia.

Uma coisa eu garanto, não vai piorar de jeito nenhum.

“Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.”  (1 Coríntios 10, 31)


Tenha uma semana abençoada.

17/08/2017

Erro Crasso

Erro crasso: reter o evangelho apenas para conhecimento, referência, crença.
Não se trata de algo para o qual olhamos e estacionamos. Na verdade, devemos olhar para tudo através das lentes do evangelho; porque o evangelho discerne e transforma todas as coisas.


02/08/2017

A Desconcertante Narrativa dos dois Filhos Perdidos

A Parábola do Filho Pródigo é um ponto máximo na exposição do que o evangelho veio nos trazer, do que ele é capaz. Ali, o Deus Pródigo, apresenta-nos o cardápio completo de quem realmente somos. Jesus desnuda-nos de nossas vãs e mais mesquinhas pretensões. Não fala apenas do outro (o filhos mais novo. Aquele que, invariavelmente, recebe nosso dedo acusador) mas também do filho mais velho (esse que é exatamente o nosso reflexo). Na parábola, Jesus revela que os dois filhos estão perdidos (o do mundo e o da ... digamos ... igreja, o que se acha certinho). No próximo domingo, dia 6 de agosto, vou depositar no seu coração a maravilha que é o evangelho para todos, todos, todos ... para os que estão perdidos e para os que se acham ... certinhos. Você, seus parentes e amigos são meus convidados.
Igrejados Jardins Hotel Hampton Park. Alameda Campinas, 1213. Entre Lorena e Batataes. Às 10h30min. Tenho certeza de que você sairá abençoado.

31/07/2017

Bom dia, segunda-feira!

O Poder da Decisão



Durante três domingos, com imenso prazer, discorri sobre a importância capital da decisão.  Do ato de não titubear e decidir. Do poder de decidir.

Listei três pontos essenciais beneficiadores, que ajudam a pessoa a viver melhor:  a) O Poder de Decidir andar com Deus; b) O Poder de Decidir mudar/transformar a própria vida (andando com Deus); c) O Poder de Decidir abençoar/ajudar pessoas (andando com Deus, transformando a vida para melhor, sempre e desfrutando da alegria de ser útil ao próximo).

Na verdade, se não decidirmos, alguém decidirá em nosso lugar  ou algo ficará do mesmo jeito, sem solução ou sem a melhor solução. 

Não decidimos por algumas razões, dentre as quais:
-       Por herança genética passiva e indecisa. Algumas pessoas nascem com esses traços;
-       Por medo. Sim, medo, seja por herança genética ou algum trauma no passado, que, infelizmente, plantou o medo da possível dor e fracasso.  Isso é fato e nada incomum;
-       Por desconhecer ou conhecer insuficientemente o objeto em questão.
-       Alguns outros.

Deixo algumas orientações (sem ser exaustivas, claro) que, talvez possam ajudar na tomada de decisão.  Cabe a você pesquisar e ampliar o leque:

1.    Tome a decisão de abandonar a vida passiva.  Olhe ao seu redor e discirna sobre o quanto perde não assumindo as rédeas da própria vida. Peter Drucker, o pai da administração moderna, disse certa vez, mais ou menos assim: “O melhor jeito de conhecer o futuro é criá-lo”.  Ou seja, não deixe, absolutamente, a vida levá-lo ao sabor do acaso.

2.   Descubra, traga para a luz, avalie honestamente seus pontos fracos/fraquezas/insuficiências.  Nada acontecerá se você não conhecer e indignar-se com as próprias barreiras, impeditivos internos, desconhecimentos etc.  Não há mágica, cada um deve fazer o inventário da própria ignorância, dificuldades etc.  Esse fator é imprescindível, caso contrário, jamais sairá do lugar em que se encontra.

3.   Vá fundo, em busca de: O que eu não sei e preciso saber para ... Isso mesmo, partir para ganhar conhecimento sobre o que deseja. Conhecimento amplo e profundo. 

4.   Sobre o que for, não importa, construa pelo menos duas ou três possibilidades, caminhos, soluções, cenários etc.  Avalie as consequências boas e ruins máximas possíveis.  Então, decida! Ao decidir, você já tem um norte. Não ficará imóvel, perdendo tempo e causando dor a si mesmo. 

5.   Após decidir, execute da melhor forma possível.  Não deixe de, pelo caminho, avaliar e fazer ajustes.  Se for o caso, dê meia volta e comece tudo novamente. 

O que não pode é ficar parado e reclamando da vida e das pessoas. Decida!

Não importa onde estiver: trabalho, casa, escola, lazer etc.  Não importa qual área, você não poderá fugir do Poder da Decisão.  Se este realmente é o caso (e é!), decida da melhor forma possível.  E viva!

Mas, sinceramente, não se esqueça:  andando com Deus é muito melhor e seguro. 


Tenha uma boa e abençoada semana.

17/07/2017

Decisão de andar com Deus

Bom dia, segunda-feira!


Amado e Poderoso Deus, receba nesta manhã toda a honra e glória que lhe são devidas.  Apresentamos nossas vidas como oferta de amor neste dia e durante a semana que rompe.

Senhor Deus Único e Amigo, rogamos para que teu Reino venha sobre nós, pulverizando nossas vãs e mesquinhas pretensões, sempre ancoradas no mais puro egoísmo e soberba.  Somos o que somos, ainda que o neguemos; por isso, carecemos da tua presença diuturna, em e sobre nós, produzindo a direção correta, evitando os inevitáveis descaminhos, quando, teimosos, insistimos em ganhar o mundo com nossas próprias mãos e forças.

Seja Misericordioso, bondoso e amoroso, porque apresentamos nossas deficiências diante do Senhor, e esperamos, avidamente, pelo perdão completo, este que tanto nos alivia e renova nossas esperanças.

Pai presente e solidário, apresentamos um pedido:  ande conosco nesta semana, ande conosco nas estradas, ruelas e caminhos sombrios.

Escolhemos, decidimos andar com o Senhor, porque se não andarmos com o Senhor, com quem andaremos em segurança ?  Só o Senhor é pleno e 100% confiável, por isso, a mais sensata decisão é caminhar com o Senhor, dia e noite.

Buscamos a tua presença Santa, Amiga, Orientadora, Nutridora, Renovadora. O que poderia constituir nesta semana de algo mais seguro ?

Mais importante ainda, Senhor, é nossa decisão de andar com o Senhor como um fim em si mesmo. O maior teste de fidelidade e deleite na comunhão, conexão, ligação, intimidade com o Senhor é simplesmente andar com o Senhor, pouco importando se na alegria ou tristeza, abundância ou escassez, saúde ou doença.  Que nossa alegria e júbilo seja ... simplesmente andar com o Senhor e descansar em sua companhia.

Ajuda-nos, ajuda-nos a permanecer com o Senhor, lado a lado.

E, sinceramente, nós, os teus filhos, rogamos por uma semana abençoada, andando e imitando Jesus Cristo, nosso absoluto guia, mediante a presença interior do teu Espírito Santo.

Que esta nossa decisão de andar com o Senhor seja firme e poderosa!

Amém.

10/07/2017



Bom dia, Senhor amado!  Nosso criador e Deus pessoal!
Nós o honramos e glorificamos neste início de semana.  Entregamos ao Senhor nossas vidas, sonhos, projetos, desafios e dúvidas, tudo como oferta de amor, diante do teu Trono cheio de graça e misericórdia.

Confessamos a nossa necessidade do Senhor, de imitar Jesus Cristo, nosso Salvador e absoluto amigo. Confessamos a contínua necessidade do Espírito Santo em nós e sobre nós, sobretudo nas horas mais difíceis desta semana.

Ajuda-nos a vencer nosso maior problema e desafio, muitas vezes sem o reconhecimento dele:  insistimos em dar o teu nome àquilo que nós mesmos construímos e deliberamos, sem procurar saber se, pela Palavra, Sagradas Escrituras, trata-se exatamente da tua santa e soberana vontade.  Somos useiros e vezeiros na ansiedade de dar nome e chancela divinos ao que nós mesmos idolatramos. E isso é pecado. Perdoa-nos!

Ajuda-nos a vencer a semana destruindo em nossas vidas a falta de amor e perdão, ainda que saiam dos nossos lábios, aos borbotões, linguagem humana, egoísta e equivocada, disfarçada de espiritual.  Trata-se de um dos maiores e mais insistentes pecados que cometemos.

Ajuda-nos a ser vitoriosos, jamais para nossos méritos e glórias, mas para servir e agradar ao Senhor, sobretudo quando as vitórias venham consubstanciadas de serviço, amor e compaixão pelo próximo.

Ajuda-nos a ser quem devemos ser, conforme a imagem e caráter de Jesus: em casa, no trabalho, na escola, no condomínio, no clube ou nas ruas e esquinas da vida.

Que venha o teu Reino sobre nós nesta semana.

Em nome de Jesus, amém!